Voltar

2011, a vindima perfeita

15 Junho, 2013 12:16 | Revista de Vinhos

Os Porto Vintage de 2011 estão agora a chegar ao mercado e chamam a atenção para uma vindima absolutamente extraordinária a todos os níveis, uma vindima cujos frutos vão continuar a alegrar os apreciadores ao longo de muitos e bons anos.


A colheita de 2011 nunca enganou. Nas muitas adegas que visitei durante a vindima, aquele aroma intenso de fruta expressiva e pura, o aroma que caracteriza a excelência, pairava no ar e inebriava os sentidos. Enquanto as uvas fermentavam nas cubas, lagares, barricas e balseiros, os largos sorrisos de produtores e enólogos não conseguiam disfarçar o que lhes ia na alma, aquilo que queriam mas não se atreviam a dizer: é que aquela era a vindima dos seus sonhos. O ano climático de 2011 foi excepcional em muitos sentidos. Entre Setembro de 2010 e Janeiro de 2011 choveu bastante, deixando importantes reservas de água no solo, e permitindo assim às videiras suportarem a quase ausência de chuva ao longo de parte da Primavera e todo o Verão. Na segunda quinzena de Agosto, as plantas que não dispunham de rega estavam já no limite, desesperadas por água. A chuva voltou então, preciosa e farta, durante dois ou três dias da terceira semana de Agosto e, de novo, nos primeiros dias de Setembro. O Verão foi relativamente ameno, com noites mais frescas do que habitual, proporcionando maturações lentas e equilibradas. E, cereja no topo do bolo, ao contrário do que é habitual as chuvas do Equinócio não apareceram, Setembro e Outubro foram secos, podendo os produtores deixar amadurecer as uvas sem pressas e colhê-las no ponto ideal. Os primeiros frutos da vindima começaram a chegar ao mercado logo no início de 2012, naturalmente os vinhos mais simples e baratos, mas logo aí se ficou a perceber a diferença qualitativa face ao ano anterior. Brancos, rosés e tintos, de todas as regiões do país, foram-se sucedendo ao longo do ano e sempre com o mesmo resultado: intensos, expressivos, equilibrados. Os tintos mais ambiciosos vão esperar os últimos meses deste ano para aparecer nas lojas, mas entretanto já aí estão os primeiros Porto Vintage de 2011, vinhos notáveis, de enorme categoria, vinhos que vão deixar marca muito forte e duradoura na história do generoso duriense. Quando se fala de vinho devemos evitar ser definitivos, afinal o vinho é um organismo vivo, sujeito a variações e blá, blá, blá, já todos sabemos a história. Mas, neste caso, não é preciso ser defensivo, não há que ter medo das palavras. Assisti, enquanto profissional, a todas as vindimas desde 1990, em toda a parte onde se produz vinho em Portugal, e provei largos milhares de vinhos de todas essas colheitas (e de várias das anteriores). Estou firmemente convencido de que 2011 foi, globalmente, o melhor ano de vinhos desde que esta revista nasceu, em Dezembro de 1989. E, provavelmente, é preciso recuar mais alguns anos para encontrar outro igual.


PS: A Revista de Vinhos deixou o grupo Prisa e tem um novo proprietário: desde o passado dia 30 de Maio o título pertence à Masemba, Lda. É uma empresa de direito português, com dois sócios, a angolana Semba Comunicação e a portuguesa Até ao Fim do Mundo, empresas com forte presença na área da gestão de media e produção de conteúdos, sobretudo televisivos. Para a Revista de Vinhos abre-se um vasto conjunto de oportunidades: vamos entrar num novo media, a televisão, e vamos entrar em novos mercados, em particular a África lusófona, o Brasil e o Oriente. Desde há quase meio século que damos a conhecer os vinhos portugueses em Portugal. Agora, queremos contribuir para tornar os vinhos portugueses conhecidos no mundo.


 

Escrever novo comentário
0 Comentário(s)
Explore
© 2016 Revista de Vinhos
Todos os direitos reservados. Política de Privacidade
Media Capital Edições e Prisa Revistas

Ao navegar neste site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informaçõesAceitar

Os cookies são importantes para o correto funcionamento de um site. Para melhorar a sua experiência, o site Revista de Vinhos utiliza cookies para lembrar detalhes de início de sessão, recolher estatísticas para optimizar a funcionalidade do site e apresentar conteúdo de acordo com os seus interesses. Caso clique em Aceitar ou se continuar a utilizar este site sem alterar as suas configurações de cookies, está a consentir com a utilização dos mesmos durante a sua navegação no nosso site.

Fechar