Voltar
Mark Squires

Wine Advocate avalia 567 vinhos portugueses

15 Março, 2013 03:40 | Revista de Vinhos
Mark Squires, o provador da Wine Advocate para os vinhos de Portugal

Um enorme conjunto de vinhos portugueses foi avaliado pelo provador da mais famosa newsletter vínica mundial, a Wine Advocate. Mark Squires publicou assim, na edição 204, 464 vinhos (Dezembro de 2012) e mais 103 na edição seguinte. Ao todo, quase 570 vinhos!


 


Mark Squires (na foto), provador para a newsletter Wine Advocate, do famoso Robert Parker, faz as coisas por atacado. Mark esteve em Portugal no ano passado (Julho), numa visita patrocinada pelo Instituto da Vinha e do Vinho, facto que menciona, aliás. Nesta altura provou a maioria destes vinhos, confirmando, diz ele, sempre que possível, em nova prova, mas nos Estados Unidos.


O objectivo principal de Mark Squires era o de provar os tintos de 2010. As perspectivas para o ano, considerou ele, com base em várias opiniões que foi ouvindo quando por cá passou, era que 2010 tinha começado mal. Pelos vistos, muitos produtores, especialmente do Douro, falam de forma cândida (e correcta) da respectiva vindima. (Ao contrário de outras regiões, onde, no mínimo, um ano vai sempre de ‘normal’ até ‘excelente’ ou ‘clássico’; nunca existem anos maus…). O resto do ano correu assim-assim (míldio, oídio), considera ele mais à frente, o que poderia ter dado (e deu) vinhos com menos concentração e potência. Mas, afinal, “a diferença em alguns locais é mais de estilo do que de qualidade”, considera o crítico. E continua, depois de ter provado uma série de vinhos do Douro: “Dei comigo a pensar: “se ninguém me tivesse dito que tinha sido um ano difícil, ninguém iria olhar para estes vinhos de outra forma”. Claro que, pelos textos escritos e pelas citações, Mark Squires quase só restringe as suas análises ao Douro, onde se vê que residem as suas preferências (basta olhar para as classificações).


A listagem acaba por incluir um bom número de colheitas anteriores a 2010, mas Mark Squires explica isto porque vários produtores só lançam os vinhos maios tarde, quando têm mais algum tempo de garrafa. No meio da prova fala ainda de Vinhos Verdes e em especial de dois produtores: Anselmo Mendes e Quinta de Soalheiro, que ele considera estarem “a competir num campeonato completamente diferente e a fazerem vinhos totalmente distintos” (que o resto - ou quase - dos outros produtores de Vinho Verde). Outra parte do texto refere-se apenas aos vinhos brancos: aqui, Mark Squires refere que “Portugal nem sempre teve a melhor das reputações quando se falava de vinhos brancos. Mas à medida que o tempo vai passando, contudo, esta noção está a mudar – direi mesmo que já mudou”. E continua: “broncos de diversas regiões são hoje bastante interessantes e muitas vezes têm ainda preços muito bons”.


Em baixo publicamos a lista dos vinhos provados que obtiveram as pontuações mais altas da prova, 95 e 94 pontos (os vinhos são tintos, salvo mencionado). Em cada categoria de classificação os vinhos estão ordenados por ordem alfabética. As notas de prova destes e dos restantes vinhos estão apenas acessíveis aos assinantes da Wine Advocate, e é só por isso que não colocamos aqui o endereço respectivo.


 


95 PONTOS


Abandonado Douro 2009 (Domingos Alves de Sousa)


Conde Foz de Arouce Vinhos Vinhas Velhas de Sta Maria Beiras 2007 (Qta de Foz de Arouce)


Duas Quintas Reserva Especial Douro 1995 (Ramos Pinto)


Duas Quintas Reserva Especial Douro 2004 (Ramos Pinto)


Primus Dão branco 2011 (Álvaro Castro)


Quinta do Crasto Vinha da Ponte Douro 2010


Quinta do Tedo Savedra Douro Grande Reserva 2007


Quinta do Zambujeiro Alentejo 2004


Qve Garrafeira Old Vines Dão 2007 (Quinta da Falorca)


Torre do Esporão Alentejo 2007 (Herdade do Esporão)


 


94 PONTOS


Carrocel Dão 2010 (Álvaro Castro)


Chryseia Douro 2007 (Prats & Symington)


Chryseia Douro 2009 (Prats & Symington)


CV Douro 2010 (Quinta Vale D Maria, Lemos & Van Zeller)


Dona Maria Alicante Alentejo Bouschet 2004 (Júlio Bastos)


Luis Pato Quinta do Ribeirinho Pé Franco Reg. Beiras 2008


Luis Pato Quinta do Ribeirinho Pé Franco Reg. Beiras 2009


Niepoort Robustus Douro 2008


Quinta da Falorca Dão Touriga Nacional 2005 (Qta Vale das Escadinhas)


Quinta da Leda Douro 2009 (Sogrape Vinhos)


Quinta da Pellada Dão 2001 (Álvaro Castro)


Quinta do Crasto Douro Touriga Nacional 2010


Quinta do Crasto Vinha Maria Teresa Douro 2009


Quinta do Mouro Gold Label Alentejo 2008 (Miguel Louro)


Quinta do Noval Douro Touriga Nacional 2009


Quinta do Portal Auru Douro 2007


Quinta do Portal Douro Grande Reserva 2007


 

Escrever novo comentário
0 Comentário(s)
Explore
© 2016 Revista de Vinhos
Todos os direitos reservados. Política de Privacidade
Media Capital Edições e Prisa Revistas

Ao navegar neste site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informaçõesAceitar

Os cookies são importantes para o correto funcionamento de um site. Para melhorar a sua experiência, o site Revista de Vinhos utiliza cookies para lembrar detalhes de início de sessão, recolher estatísticas para optimizar a funcionalidade do site e apresentar conteúdo de acordo com os seus interesses. Caso clique em Aceitar ou se continuar a utilizar este site sem alterar as suas configurações de cookies, está a consentir com a utilização dos mesmos durante a sua navegação no nosso site.

Fechar