Voltar

Quick Fire: Prazeres raros da vida campestre

23 Março, 2013 06:45 | Luis Antunes

Este é o tipo de coisa que não interessa a ninguém nem é notícia nem coisa nenhuma.


Mas assim num estilo confidência tenho que contar o que comi.


De um porco criado em casa, uma barriga curada e fumada à lareira. Picada e passada na frigideira até soltar o pingue e deixar uns cubitos torrêsmicos. Fui à net caçar uma foto de algo parecido, que a minha máquina fotográfica viajou.


De galinhas alimentadas a couve e milho, ovos postos no próprio dia.


Depois foi estrelar lentamente no pingue onde nadavam os cubitos, que se incorporaram na clara a dar crunch.


(Ou, como me acusa um amigo meu, escalfar na gordura, que é o que diz que eu faço aos ovos a que chamo estrelados, um detalhe, dir-se-á, mas eu percebo o que ele quer dizer, e também gosto dos ovos que ele faz, estrelados em stricto sensu, embora até hoje esteja por realizar o workshop sobre ovos estrelados que se impunha e ficou apalavrado.)


Só isso.


Nesse dia não havia pão, por isso fui-me às margens da bôla da Tele-Bôla, outra boa referência.


 

Escrever novo comentário
0 Comentário(s)
Explore
© 2016 Revista de Vinhos
Todos os direitos reservados. Política de Privacidade
Media Capital Edições e Prisa Revistas

Ao navegar neste site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informaçõesAceitar

Os cookies são importantes para o correto funcionamento de um site. Para melhorar a sua experiência, o site Revista de Vinhos utiliza cookies para lembrar detalhes de início de sessão, recolher estatísticas para optimizar a funcionalidade do site e apresentar conteúdo de acordo com os seus interesses. Caso clique em Aceitar ou se continuar a utilizar este site sem alterar as suas configurações de cookies, está a consentir com a utilização dos mesmos durante a sua navegação no nosso site.

Fechar