5 Brancos portugueses para provar este Verão

Fotografia: Ricardo Garrido
Partilhar
Nuno Guedes Vaz Pires

Nuno Guedes Vaz Pires

A época estival sugere o consumo de vinhos frescos, leves e simples. Nesta altura do ano, a tendência é maioritariamente para vinhos mais despreocupados e, preferencialmente, de preço acessível.

 

Mula Velha Reserva 2016 | Quinta do Gradil | Regional Lisboa

Arinto, Chardonnay e Fernão Pires, fermentado parcialmente em madeira. Um vinho de aromas a frutos tropicais e citrinos. Na boca alguma estrutura e boa acidez.

P.V.P. 2,60€

Muralhas 2016 | Adega Coop. de Monção | Vinho Verde

Alvarinho e Trajadura. Frutado, sendo de realçar os aromas a pêssego e alperce, resultantes da elevada percentagem de Alvarinho.

P.V.P 3,30€

Castelo D’Alba 2016 |Rui Roboredo Madeira | Douro

Códega do Larinho, Rabigato e Viosinho. Aroma muito fresco e mineral, notas citrinas e florais muito típicas dos vinhos brancos de altitude do Douro.

P.V.P 3,40€

Crasto Branco 2016 | Quinta do Crasto | Douro

Crasto Branco é elaborado a partir das uvas, Viosinho, Rabigato e Gouveio. Apresenta um estilo moderno, de grande frescura e expressão aromática.

P.V.P. 9,40€

Sobreiro de Pegões Premium 2016 | Coop. Sto. Isidro de Pegões | Regional Península de Setúbal

Fernão Pires, Verdelho e Antão Vaz. Frutado, notas tropicais e citrinas, apresenta uma grande harmonia com a madeira.

P.V.P 3,00€

 

Nuno Guedes Vaz Pires

 

Partilhar
Voltar