Algarve também é vinho

Fotografia: Ricardo Garrido
Partilhar
Nuno Guedes Vaz Pires

Nuno Guedes Vaz Pires

Na Revista de Vinhos apresentamos recentemente uma prova temática de 35 exemplares algarvios, entre brancos, rosés e tintos. Para alguns são ainda ilustres desconhecidos, mas a verdade é que estes vinhos têm vindo a alcançar, nos últimos anos, um patamar de qualidade apreciável, muito graças à adoção de mais castas na região, à chegada de novos produtores, a um maior conhecimento e domínio técnicos, na vinha e na adega.

 

No mercado regional encontramos vinhos do Algarve com facilidade, mas fora dali nem sempre é fácil, até porque o volume de produção não é grande. Razão acrescida para lhes dar uma oportunidade e para tentar conhecer “in loco” alguns projetos.

Por ora, cinco sugestões que o poderão ajudar na descoberta, bem merecida, dos vinhos do Algarve.


1.
Como sabemos, o clima algarvio é marcadamente mediterrânico. Boa parte do segredo de uma viticultura conseguida reside na influência das serras algarvias, que impedem a circulação dos ventos atlânticos mais frios e até de alguma pluviosidade. Maturações uniformes e sem grandes sobressaltos são frequentes na região. 

2.
Entre as castas mais tradicionais plantadas na região encontramos a Negra Mole e o Castelão, nos tintos, o Verdelho e a Síria, nos brancos. Nos anos mais recentes, porém, exemplares com Touriga Nacional, Cabernet Sauvignon, Syrah e Chardonnay têm estado na base de alguns dos melhores exemplares.

3.
De um tinto algarvio pode quase sempre esperar uma estrutura redonda e um perfil frutado. No caso dos brancos, delicadeza e facilidade de prova. Os rosés são imediatos, fáceis de beber.

4.
Um toque de argila é muitas vezes identificado como um traço característico dos vinhos algarvios. De recordar que os solos combinam argila, areia e algum xisto.

5.
Os vinhos do Algarve estão presentes em várias cartas de restaurantes e bares da região, bem como estão disponíveis em muitas garrafeiras. Alguns podem mesmo ser adquiridos “à porta da adega”, nomeadamente naquelas que possuem enoturismos. Fora do Algarve, é igualmente possível encontrar vinhos algarvios. Procure-os nas melhores garrafeiras do país.

Partilhar
Voltar