Dez anos de Tasca da Esquina

Fotografia: Fotos D.R.
Partilhar
Redação

Redação

Na próxima quinta-feira, 13 de Junho, dia de Santo António, a Tasca da Esquina celebra 10 anos de existência, às mãos dos chefes Vítor Sobral, Hugo Nascimento e Luís Espadana.

 

A celebração será feita com uma sardinhada para convidados, a partir das 19h, e celebrará o aniversário com um menu especial, o “Fique nas Mãos do Chef”, que contará com alguns dos pratos mais emblemáticos do restaurante ao longo desta década. Esta ementa irá manter-se ao longo do mês comemorativo, até dia 13 de julho.

Muito antes de as “tascas” estarem na moda, muito antes de a cozinha portuguesa e os seus produtos serem valorizados, Vítor Sobral, juntamente com Hugo Nascimento e Luís Espadana, criaram a Tasca da Esquina, a primeira das outras Esquinas que se seguiram, semeadas pelo bairro de Campo de Ourique. Não diremos que “no princípio era o Verbo”, ou que no princípio era o Vítor – porque existiram outras referências gastronómicas nacionais antes dele -, mas há mais de duas décadas, havia uma mão cheia de chefs que serviam de embaixadores de Portugal – e Vítor Sobral era um deles.

A Tasca da Esquina é o início de uma viagem em equipa feita pelo chef Vítor Sobral, por Hugo Nascimento e por Luís Espadana para construir o que a marca Esquina representa - o início do que é hoje o Grupo Quina. Nestes dez anos, a Tasca da Esquina foi palco de encontros importantes e montra de muitos ilustres, de políticos a celebridades. Manteve sempre como estrela principal a cozinha portuguesa com um toque de cozinheiro, assumiu a comida de tacho e a matriz lusitana. Numa frase, criou tendência.

Atrás dela, vieram muitas tascas, muitas tabernas. “A Tasca da Esquina consegue ser um restaurante de cozinha do dia-a-dia, onde encontramos um público muito diferenciado, de vários universos e nacionalidades, num convívio saudável e muito próprio”, considera Vítor Sobral.

Partilhar
Voltar