EUA, Canadá e China estratégicos para vinhos portugueses

Fotografia: Fotos D.R.
Partilhar

Já são conhecidos os principais dados estatísticos relativos à exportação dos vinhos portugueses em 2017. Apresentados a semana passada, na Curia, no âmbito de mais um Fórum Anual Vinhos de Portugal, os números apontam os EUA como principal destino dos vinhos nacionais. A China e o Canadá apresentam perspectivas animadoras de crescimento a vários níveis e o Brasil e Angola recuperam após período de quebra.

 

Segundo Jorge Monteiro, presidente da ViniPortugal, entidade promotora do Fórum Anual Vinhos de Portugal, os dados apresentados no evento são animadores.

“Depois da ligeira quebra registada em 2016, as exportações de vinho de mesa estão novamente a crescer, superando os valores alcançados em 2016. A consolidação dos Estados Unidos como principal mercado de destino dos vinhos portugueses, o crescimento sustentado no Canadá e a recuperação do desempenho de Angola e Brasil, com o regresso em força dos vinhos nacionais, dão-nos motivos para fazermos um balanço positivo deste ano. Esperamos conseguir fechar 2017 ultrapassando a barreira dos 800 milhões de euros em exportações”.

No top dos principais mercados de destino dos vinhos portugueses contam-se países como Alemanha, Bélgica, Canadá, Países Baixos, França, Reino Unido, Angola e Suíça, que representam 63,5% das exportações totais em volume e 73% em valor.

 

Plano Setorial de Marketing e Promoção 2018

 

Apresentado no decorrer do Fórum Anual Vinhos de Portugal, o Plano Setorial de Marketing e Promoção para 2018 estima um investimento da ViniPortugal de cerca de 6,5 milhões de euros em promoção internacional (dos quais 24% nos EUA).

Países como Canadá, China, Rússia, Suíça e Polónia estão também entre os 14 mercados prioritários das ações com a chancela da marca “Wines Of Portugal” nas quais se incluem visitas de importadores a Portugal, provas de vinhos, participação em feiras ou em festivais, entre outras.

Destaque, ainda, para a realização da primeira prova na Rússia assim como para o alargamento das atividades de promoção dos vinhos portugueses a novas cidades da Polónia e da Suíça.

Conheça aqui mais conclusões apresentadas no Fórum Anual Vinhos de Portugal 2017.

 

Redação | Revista de Vinhos

Partilhar
Voltar