ProWein 2018 termina e antecipa tendências no vinho

Fotografia: Fotos D.R.
Partilhar

De Düsseldorf, na Alemanha, chegam estatísticas e tendências. Estatísticas que revelam a importância em crescendo da feira líder para o setor e tendências que auscultam o gosto mundial dos consumidores.

 
O Portugal vinícola apresentou-se na totalidade das suas regiões, num total de 377 empresas e entidades. A grande feira do setor viu os seus números reforçados relativamente ao ano anterior. Para além da presença nacional, mais de 63 países fizeram representar-se, num grupo de quase 7000 expositores que superam os 6615 de 2017.
 
“Quem quer que seja que fez da sua paixão pelos vinhos uma profissão, simplesmente não pode perder a ProWein em Düsseldorf”, garante Hans Werner Reinhard, diretor geral da feira.
 
A ProWein recebeu 60 mil visitantes, sendo que um em cada dois vinha do estrangeiro, num total de 133 países.
 
Tendências mundiais auscultadas
 
Com estatísticas tão expressivas, entre visitantes e expositores, as oportunidades para debater as tendências do vinho foram muitas. Desse debate resultaram algumas conclusões, como a procura por vinhos ‘descomplicados’, com um enfoque particular no terroir. Ou vinhos de regiões ainda com pouca tradição de qualidade vinícola, como a Dinamarca, a Polónia ou o Reino Unido.
 
Terminada a ProWein em Düsseldorf, seguem-se no calendário a edição asiática entre 24 e 27 de Abril, em Singapura e a ProWein na China, entre 13 e 15 de Novembro. A ProWein em Düsseldorf repete-se entre os dias 17 e 19 de Março do próximo ano.
 
Redação | Revista de Vinhos
Partilhar
Voltar