Toda uma refeição com Vinho do Porto pela Sogrape

Fotografia: Fotos D.R.
Partilhar
Luís Costa

Luís Costa

A Sogrape fez dois Porto Vintage 2015 single quinta de perfis bastante diferentes – Sandeman Quinta do Seixo, mais austero, e o Porto Ferreira Quinta do Porto, mais delicado e pronto a beber – e decidiu apresentá-los à imprensa especializada num jantar com alguma ousadia, uma vez que todos os pratos foram harmonizados com Vinho do Porto. A sessão decorreu no restaurante Oficina, no Porto, sob a batuta do chefe Marco Gomes, e para além das duas “estrelas da noite” brilharam também o Offley Colheita 1999 e o Sandeman Tawny 30 Anos.

 

Os dois Porto Vintage já foram objeto de nota de prova na Revista de Vinhos (ver edição nr. 334), mas à mesa evidenciaram ainda mais as características essenciais. O Sandeman Porto Vintage Quinta do Seixo 2015 (17,5 pontos), todo ele de perfil austero e colossal, com taninos poderosos, carregado de fruta preta e especiarias, emparelhou com um típico bife à portuguesa, mas mostrou-se ainda mais competente com a perdiz em sete temperos – em que se destacava a pimenta preta – um prato demasiado robusto para o mais delicado Porto Ferreira Vintage Quinta do Porto 2015 (17 pontos), que se mostrou redondo, envolvente, elegante e sedoso.

Os outros vinhos em destaque nesta sessão da Sogrape em que todo o jantar foi acompanhado com Vinho do Porto foram o belíssimo Offley Colheita 1999 (que harmonizou com um Tiramisu desconstruído, em que o palito “de la reine” se banhava num creme delicioso à base de mascarpone) e o clássico Sandeman Tawny 30 Anos (que fez maridagem com uma rabanada exemplar com pau de canela comestível e gelado de caramelo salgado).

Uma sessão em que o pretexto era a apresentação dos Vintage 2015 da Sogrape, mas que abriu perspetivas sobre um caminho a explorar mais vezes na relação do Vinho do Porto com a comida.
 

Partilhar
Voltar