Eventos

Pepe Solla no Oficina

O segundo jantar do evento Estrelas da Galiza no Oficina decorreu sob os auspícios do chefe Pepe Solla. Membro fundador do Grupo Nove (grupo gastronómico formado por cozinheiros e restaurantes galegos), Pepe Solla é o responsável desde 1994 pela lendária Casa Solla, negócio familiar galardoado com uma Estrela Michelin desde 1980.

Eventos

O maior evento de francesinhas regressa ao Porto

É uma das combinações gastronómicas mais felizes de sempre e está de regresso à baixa do Porto. De 27 de setembro a 7 de outubro, todos os habitantes e visitantes da Invicta têm um motivo de peso para se deslocar à Praça D. João I: degustar a melhor seleção de francesinhas e petiscos, acompanhados numa harmonização perfeita com as cervejas Super Bock Seleção 1927.

Comer

Vogue Café Porto: o novo brunch da moda 

O mais recente cool spot da cidade lança uma novidade para a rentrée: três propostas de brunch que prometem despertar o apetite e preencher os feeds do Instagram, porque no Vogue Café Porto os olhos também comem.

Comer

Restaurante Tavares Rico muda de dono

A partir do início deste mês, o Tavares, conhecido por Tavares Rico, passa a fazer parte do leque de restaurantes do Grupo Multifood, que adquiriu a histórica casa lisboeta. O restaurante vai continuar a funcionar com normalidade, com o Grupo Multifood a assegura toda a operação do espaço, mantendo os fornecedores e a equipa residente, assim como o Menu e horários vigentes.

Comer

De França para o Porto: Cocorico Luxury Guesthouse

Espaço abriu no início do mês de Julho na Rua Duque de Loulé. Detido pelo grupo francês Millésime, o Cocorico inspira-se na ligação entre Portugal e França para inaugurar numa antiga guesthouse um espaço que também tem restaurante.

Comer

Algarve Chefs Week com Street Food em Loulé

A 8ª Edição arranca com concurso de talentos que vai desafiar chefs amadores, chefs profissionais e apaixonados pela arte da cozinha a partilharem as suas criações e inspirações gastronómicas. As inscrições para o concurso decorrem de 23 de abril a 4 de maio.

Comer

À caça da perdiz vermelha

É uma ave de porte nobre e grande beleza. Bico curto e patas vermelho-sangue, abdómen cor de tijolo e flancos estriados na zona das asas e pescoço, entre cores de cinza e creme, a perdiz vermelha é um belíssimo espécimen cinegético, sem sombra de dúvida. Custa até matá-la, a esta ruiva de perdição, mas o sabor é tão delicado que não a comer seria ainda maior pecado. No prato, a plumífera é boa a deixar respirar os aromas do mato e da floresta, sem grandes adereços que lhe retirem essa faceta selvagem, que faz a Natureza falar de forma quase poética.

Comer

Ostras: o doce salgado do Sado

O sabor é como um beijo de espuma salgada. Sente-se o mar na boca, numa espécie de onda gigante, aveludada e fresca, que desliza suavemente, deixando apenas um etéreo rasto de sal e mineralidade. Degustar ostras é todo um ritual que se ama ou se odeia. Quem ama, pega nelas delicadamente com as pontas dos dedos, inclina ligeiramente a cabeça para trás e ala com ela, com ou sem pingos de limão.