Comer

The Yeatman: nova carta, 10 anos e duas estrelas Michelin

Maturidade e consistência gastronómica associada à capacidade de inovar na continuidade – pode definir-se deste modo a essência da renovada carta do principal restaurante do Hotel The Yeatman, duas estrelas Michelin, em Vila Nova de Gaia, sob a liderança do chefe Ricardo Costa.

Comer

'É vegan, é fácil' mostra a cozinha vegetariana

É Vegan, É Fácil é um livro que pretende mudar a ideia que muitas pessoas têm da cozinha vegan. Uma obra que pretende desmistificar a ideia de que a cozinha vegan não é diversa.

Comer

Riberalves lança campanha de Natal

"Demolhar o bacalhau? De molho vou eu ficar aqui na sala". A frase da campanha da Riberalves está lançada e sublinha a conveniência do bacalhau demolhado.

Comer

Pinhão, o caviar da floresta

Ouro branco ou caviar da floresta são alguns dos epítetos do pinhão. É fácil adivinhar porquê. De facto, esta pequena semente aveludada em forma de minúsculo menir é bastante valiosa e cada vez mais rara. Portugal tem a sorte de dispor de uma mancha considerável de pinheiros mansos, sobretudo na zona do Vale do Tejo, Alcácer do Sal e Coruche, possuindo dos melhores pinhões do mundo. Mas sem classificação DOP isso não é reconhecido. Fomos à descoberta dos segredos dos pinhões e viemos ainda mais encantados com este tesouro inigualável.

Comer

Bacalhau e vinho (branco)

Alegadamente, o bacalhau é a grande estrela da cozinha tradicional portuguesa. Quando pensamos em apenas um prato que evoque um país, tal como a feijoada no meu Brasil, a massa em Itália ou a “paella” em Espanha, é uma bela posta alta de bacalhau, soltando em lascas intercaladas pela sua gelatina, mergulhada em bom azeite perfumado com alho, que me vem à cabeça.

Comer

Bacalhau

O bacalhau é uma espécie de melopeia. Só de ouvir a palavra já nos deixamos embalar por uma musicalidade que nos fala ao coração, sussurrando afetos e memórias em lascas húmidas de sabor inconfundível. Conseguimos, assim, derreter o gelo deste peixe que veio do frio e nos aquece a alma. Nada melhor do que os portugueses para o eleger como protagonista de uma ceia divina.