×
image

É UM RESTAURANTE, e está de volta

Fotografia: Fotos D.R.
Redação

Redação

O É UM RESTAURANTE, projeto de restauração da Associação CRESCER situado no número 56 da Rua de São José, que nasceu em outubro de 2019 com uma missão muito clara de grande consciência e relevância social - com o objetivo de dar formação e criar oportunidades de emprego na área da restauração a pessoas em condição de sem abrigo -, reabriu ao público no dia 29 de outubro para serviço exclusivo de take away e entregas ao domicílio.


À frente da cozinha do É UM RESTAURANTE estão o chef Nuno Bergonse, que desenvolveu todo o conceito de casual fine dining, e o chef David Jesus, chefe executivo do espaço. Em conjunto, os chefes desenvolveram uma nova carta para a reabertura do restaurante, que propõe uma seleção de pratos com grande foco nos produtos sazonais, como a castanha ou a batata doce, sempre numa aposta na comida de conforto e partilha. “Reabrimos cheios de vontade de surpreender e chegar a casa dos lisboetas. Mantendo o conceito de partilha, na nova carta utilizámos produtos portugueses da época, e introduzimos algumas novidades, como a quinoa ou o porco cozinhado a baixa temperatura.” – afirma o chef Nuno Bergonse que apadrinha o projeto desde o início.


A partir de agora é possível voltar a degustar as propostas gastronómicas dos chefs que estão disponíveis para take away, com recolha no restaurante, podendo a encomenda ser feita a partir do Zomato ou do site www.eumrestaurante.pt. O É UM RESTAURANTE dispõe também de entregas ao domicílio, nas plataformas Glovo, Uber Eats, NoMenu e Takeaway.com. Sempre de segunda a sexta-feira, das 12h30 às 15h00 e das 18h30 às 23h00.

“O É UM RESTAURANTE tem vindo a apostar cada vez mais na qualidade, com uma carta de autor muito bem pensada pelo Nuno e pelo David, e queremos continuar a dar oportunidades a quem trabalha connosco, e a proporcionar uma excelente experiência gastronómica a todos os que nos visitam e nos procuram, uma vez que reabrimos exclusivamente para os serviços de take away e delivery", refere Américo Nave, diretor-executivo da Associação CRESCER.