×
image

PROFILE - Nuno Araújo

Fotografia: Fabrice Demoulin
Nuno Guedes Vaz Pires

Nuno Guedes Vaz Pires

No final da década de 80 do século passado, o empresário Nuno Araújo adquiriu à família do cineasta Manoel de Oliveira a Quinta da Covela, determinado em implementar um modelo de viticultura até então desconhecido da maioria, de que muitos desconfiavam e até escarneciam, mais a mais na charneira entre a região dos Vinhos Verdes e o Baixo Corgo.


Para além disso, destacou-se por plantar castas como Chardonnay, Viognier e Gewurtztraminer juntamente com as autóctones Avesso e Touriga Nacional, bem como Cabernet Franc, Cabernet Sauvigon e Merlot. Curiosamente, foi com a definição da personalidade destes vinhos e a certificação da Covela como produtor biodinâmico, o primeiro no país, que o sonho de Nuno Araújo começou a esboroar-se.

Hoje parecem restar poucas dúvidas quanto ao carácter e personalidade que os vinhos biodinâmicos podem apresentar. Mas convém não esquecer os pioneiros que, também por isso, tiveram a sua dose de sofrimento.