Tendências

Que vinhos decantar?

Decantar ou não decantar vinho será, muito provavelmente, das discussões mais comuns.

Tendências

Vinhos para o dia de aniversário

Os dias de aniversário fazem, obviamente, parte daqueles momentos em que dá vontade de abrir e partilhar vinhos especiais.

Tendências

Wine Lovers: Porto Vintage

Excesso da natureza, o melhor dos vinhos que a Região Demarcada do Douro produz, o Vinho do Porto Vintage é, com efeito, um vinho de eleição, que ombreia com os melhores vinhos mundiais.

Tendências

A indústria do vinho no pós-pandemia

Escrevo esta crónica na última semana de março, sem qualquer certeza de calendário de um regresso paulatino à normalidade dos dias.

Tendências

WINE LOVERS: Biológicos, biodinâmicos e naturais

Antes de mais, é importante desfazer equívocos: vinhos biológicos são obtidos a partir de vinhas que não sofreram tratamentos de síntese; os biodinâmicos utilizam apenas remédios homeopáticos e adubos orgânicos; os “naturais” defendem a intervenção mínima na adega.

Tendências

Aromas do vinho: bombom inglês

Inserido nos aromas frutados, é facilmente percecionado mesmo em pequenas concentrações. Lembra banana a caminho da madurez. Também outros aromas manifestam esta sensação, como a framboesa, o morango, a romã, por exemplo.

Tendências

Wine Lovers: Brancos do Dão, bons vinhos

Se gosta de vinhos imediatos e fáceis, com fruta e notas aromáticas a rodos, um branco do Dão não será a melhor opção. Se prefere um vinho branco mais complexo e por vezes até com uma untuosidade significativa, que tenha um mineral granítico acentuado, que possa evoluir durante anos, que seja uma opção de consumo para as quatros estações do ano, que nunca o deixe ficar mal no capítulo da harmonização gastronómica – incluindo propostas mais arrojadas –, escolher um Dão é meio caminho para ser bem-sucedido.

Tendências

Rolha no vinho?

“O vinho tem rolha!”. Será que se isso deve aos pedacinhos, partículas de rolha que surgem no vinho, visíveis na superfície do vinho?

Tendências

O vinho “respira” depois de tirarmos a rolha?

Sim, claro que sim, ainda que de forma insignificante. O espaço entre o vinho e a abertura do gargalo após a extração da rolha é minúsculo e não permite qualquer oxigenação.

Tendências

O que é a maceração carbónica?

Calma, não se trata de nada de cariz nuclear. É uma técnica enológica frequentemente usada quando se pretendem vinhos tintos com boa cor, cheios de fruta e taninos suaves. 

Beber

Como preservar uma garrafa de vinho aberta

Se é verdade que há vinhos que parecem desaparecer num ápice, não menos verdade é que há garrafas que, depois de abertas, terão que esperar por mais do que um momento para serem consumidas na totalidade.