José Peñin

O jornalismo de vinhos antes de Parker

Há um mundo do jornalismo e crítica especializada em vinhos antes e após o advento da era Parker, de cuja escola continuamos a beneficiar.

Manuel Pinheiro

Manuel Pinheiro reflete sobre a vindima de 2022

Manuel Pinheiro, chairman da Global Wines e ex-presidente da Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes, reflete neste artigo de opinião partilhado na Revista de Vinhos acerca dos desafios da vindima que já começou no país e no que aí vem para o segundo semestre.

Jamie Goode

Questões sobre ‘brett’

Depois de aprender a reconhecer a Brettanomyces, é um daqueles defeitos do vinho surpreendentemente comum. Existirá um ponto aceitável de ‘brett’?

Sarah Ahmed

Código da Estrada para amantes de vinho

Barossa Valley está para a Austrália como Rioja está para Espanha. Ambas estão entre as marcas regionais genéricas mais reconhecidas do mundo. Mais perto de casa, o Douro também aspira a criar reconhecimento mundial para os seus vinhos tranquilos.

Carlos Maribona

Memória do Foie Gras

O politicamente correto está a entrar, paulatinamente, no mundo da gastronomia. Nova Iorque publicou uma lei que proíbe o foi gras. Estaremos condenados a guardar a sua memória, em vez de desfrutá-lo?

José João Santos

Enólogo de uma casa, de uma vida.  Em vias de extinção?

No desfiar constante de conversas com enólogos, noto que a questão da liberdade criativa é o primeiro argumento dado para justificar o facto de apenas serem consultores ou de se tornarem enólogos/produtores. A ambição de ter o próprio vinho é compreensível e legítima, mas neste caminho da enologia parece-me que por vezes existe o medo do compromisso.

Jamie Goode

A reinvenção de Espanha

Espanha atravessa uma fase dinâmica e emocionante e é nas regiões menos conhecidas que muito deste progresso está a ser feito.

Sarah Ahmed

Quanto vale o capital natural?

A Wine Detective investiga o capital natural e o valor que os produtores podem retirar da produção sustentável.

José João Santos

Dê-lhes uma oportunidade. Eles merecem.

Todo o português que consome vinho tem uma espécie de dever moral de não só beber com regularidade os fortificados nacionais mas também de os saber minimamente traduzir a quem entra lá em casa. Isso não se aprende numa sessão de formação ou numa prova de vinhos; isso é cultural, uma mensagem a transmitir de geração em geração, sem gaps geracionais que possam perigar um património invejável – de vinhos, de territórios, de formas de fazer, de antepassados.

Jamie Goode

O despertar de um novo país de vinhos

Graças às alterações climáticas, o Reino Unido ameaça tornar-se um sério produtor de vinhos, e já não apenas espumantes. Jamie Goode faz o ponto de situação.

José Peñin

A tipicidade morreu?

Os elementos que definem a identidade dos vinhos tendem a diluir-se. Será que a tipicidade está em desaparecimento?

Sarah Ahmed

A próxima geração

A Wine Detective investiga as novas gerações de produtores e enólogos que seguem as pisadas dos seus ancestrais.