Comer

Chocolate Vinte Vinte recebe 4 prémios

O Academy of Chocolate Awards, um dos mais conceituados concursos de chocolate que se realiza em Londres, atribuiu quatro prémios à Vinte Vinte: uma medalha de Prata e três medalhas de Bronze.

Comer

Profile: Noélia Jerónimo

Noélia Jerónimo é um dos ícones da gastronomia regional algarvia. Em Cabanas de Tavira, à beira da Ria Formosa, Noélia consegue apresentar os melhores produtos frescos locais, muitos dos quais oriundos dos mercados de Tavira e Olhão.

Comer

Martinho Moniz

Não será preciso perguntar ao chefe Martinho Moniz - ou cozinheiro, como gosta que lhe chamem – se vive apaixonado pela sua profissão. Isso nota-se no ritmo acelerado como fala e como transmite a adrenalina diária de preservar os sabores portugueses originais em Macau. Atualmente, lidera a cozinha do Vic’s, restaurante macaense integrado no Hotel Rocks, onde funde tradição e modernidade gastronómicas.

Comer

Legendary Chefs Portugal: Benoît Sinthon

Benoît Sinthon é um dos (ainda raros) chefes estrangeiros radicados entre nós que, numa primeira fase, colocou em prática a experiência, técnica e conhecimentos trazidos do seu país de origem, no caso a gastronomia francesa mas que, com o passar dos anos, aculturou-se, ganhou interesse pela envolvente e pelos ingredientes que a região lhes dá e, a pouco a pouco, começou a integrá-los na sua cozinha.

Comer

Tasca da Esquina, São Paulo

No ano em que a Tasca da Esquina de São Paulo faz 10 anos e volta a ser considerado o melhor restaurante português da cidade pelo influente guia da revista Veja, encontrámos um bom pretexto para uma conversa com Vítor Sobral. Falámos do significado do prémio, das diferenças entre a operação de São Paulo (SP) e a de Lisboa, das adaptações que teve de fazer, do seu conhecimento e gosto pelos produtos do país, de influências, do vinho português e, inevitavelmente, da pandemia. Sempre ao seu estilo: com uma certa cordialidade, mas direto e sem falinhas mansas. 

Comer

Helena Loureiro

Nascida numa pequena aldeia na Serra de Santo António, no centro de Portugal, Helena Loureiro lidera hoje dois restaurantes em Montreal, no Canadá, onde rejeita qualquer tipo de gastronomia que não seja a tradicional portuguesa. Antes da pandemia, as suas equipas perfaziam quase a centena e meia de trabalhadores. Mantém ainda assim a mesma energia e garra de há 30 anos, quando saiu de Portugal pela primeira vez. E tem também um dos restaurantes mais curiosos do mundo, com uma vista dinâmica sobre a cidade de Montreal, num prédio rotativo.

Comer

Rui Paula

Da terra transmontana para o mundo, Rui Paula trilhou um caminho suado para alcançar o estrelato. E conseguiu. Poucos seriam capazes deste percurso resiliente feito a compasso de projetos tão sólidos quanto diversos. Mas o homem com olhar de menino sabia o que queria. Naquele que seria o ano da sua vida, uma pandemia virou o mundo do avesso. Em tempo de Natal, um regresso simbólico à essência.

Comer

António Coelho

Ainda estudou economia no ensino secundário mas foi a restauração que levou a melhor. Os verões passados nos restaurantes da tia no Algarve foram determinantes. A primeira experiência internacional de António Coelho foi com o chefe Santi Santamaría, no restaurante Can Fabes, em Barcelona. Desde então, mantém-se na alta gastronomia, no Lasarte, em Barcelona, onde hoje é chefe de sala e sommelier e ajudou a conquistar a terceira estrela do Guia Michelin.

Comer

Profile: Pedro Cardoso

Não será exagero afirmar que um pouco da história do Portugal contemporâneo foi traçada neste restaurante. Amizades e cumplicidades, acordos e contratos, política, cultura ou desporto, todos estes mundos têm lugar no Solar dos Presuntos. 

Comer

Mads, o doutrinador

Um dos mais afamados restaurantes mundiais, o dinamarquês Noma, conhece nova versão, depois de ter encerrado para um período sabático entre 2017 e 2018.

Comer

A mítica Arcádia arranca 2020 com força

Arcádia reabriu agora a loja da Rua do Almada. A marca agora na quarta geração, criada em 1933, vai ter mais lojas no país e os olhos no estrangeiro.

Comer

Tentáculos de mar

Quem não se derreteu já por um tentáculo de polvo, suculento e macio, rosado por fora e imaculado por dentro? A sua sapidez é absolutamente arrebatadora, traduzindo o sabor do marisco com uma concentração sui generis. Tudo porque caranguejos, lagostas e lavagantes são o seu principal alimento. Fruto da pesca artesanal, poucos resistem a este cefalópode que Salazar combatia mas acabou por se impor. No Norte, foi até símbolo natalício de resistência à ditadura.