×
image

"Oficina em Casa" é novo projeto de Marco Gomes

Fotografia: Fotos D.R.
Marc Barros

Marc Barros

Objetivo passa por criar refeições em vácuo com produtos regionais e criar experiências divertidas para ‘take away’. Restaurante será remodelado e passará a ter ‘wine bar’ e garrafeira. Projeto de garrafeira online cresce e torna-se distribuidora do universo de restaurantes do chefe, bem como de outros espaços de restauração.

 

 
Os efeitos da pandemia sobre a restauração são sobejamente conhecidos e obrigaram os empresários a encontrarem alternativas que lhes permitam sobreviver num cenário negativo. Porém, é também nestes períodos que nascem ideias que dão origem a projetos inovadores. É o caso do chefe Marco Gomes, do restaurante Oficina, que deu a conhecer algumas novidades. Desde logo, o Oficina em Casa, projeto de ‘take away’ que se distingue pelo facto de oferecer não apenas refeições, mas também experiências. Segundo o próprio, havia que encontrar algo que permita trabalhar num mercado próprio, sem entrar “na luta da concorrência”, afirmou.


A sua proposta inclui entrega ao domicílio de refeições de cozinha em vácuo, pré-confecionadas, sendo necessário apenas colocar as embalagens em água fervente. As receitas são tradicionais, de produtos regionais, oferecendo experiências ao mercado do ‘take away’, que o chefe incentiva a partilhar nas redes sociais. Estas refeições podem ser preparadas facilmente e contam com o apoio de vídeos na preparação com o chefe Marco Gomes, que pretendem ser descomplicadas, divertidas e saudáveis. Os clientes podem aceder a estes vídeos através de um QR Code ou seguindo as instruções presentes na embalagem. Estão disponíveis refeições compostas por carpaccio, bacalhau com grão-de-bico e crocante de broa e cebola, bochechas com puré de castanhas, entre outros pratos. 
Para além disso, Marco Gomes decidiu alargar o seu projeto de distribuição de vinhos ao grande público, através da garrafeira online, mas também à restauração. A origem do É Vinho conta-se em duas penadas: em 2019 Marco Gomes decidiu, com dois outros sócios, concorrer ao concurso para exploração do espaço de restauração do Palácio de Cristal – Arena Super Bock, cuja proposta venceu. A área conta com oito ‘corners’ de comidas e bebidas, constituindo o maior espaço da cidade para receber grupos. “Tínhamos já acordo fechado para produzir um evento ligado à informática com 3000 pessoas em junho”, conta. Este foi adiado para 2021 mas não terá a mesma dimensão. Para além deste, Marco Gomes venceu ainda o concurso para exploração do restaurante junto ao lago do Palácio. As obras do espaço, a cargo de Paulo Lobo, pararam e deverão retomar no início do próximo ano.


Porém, a necessidade de gerir a oferta vínica em todos estes espaços (incluindo o seu Oficina), ditaram a criação de uma plataforma própria, capaz de cobrir 90% da oferta dos vinhos presentes nas cartas. Nasce assim a É Vinho que, com a pandemia, viu adicionada a valência de garrafeira online. Os resultados dos primeiros meses foram considerados altamente satisfatórios para Marco Gomes, pois “os clientes voltam a pedir e já saíram encomendas para Alemanha e França”. Acredita que parte do sucesso prende-se com as sugestões de harmonização do chefe, o que “ajuda o cliente nas escolhas”.


A sua distribuidora tem já 600 referências entre vinhos, cervejas artesanais e destilados e conta com alguns exclusivos, nomeadamente vinhos de Trás-os-Montes e do Douro. O passo seguinte foi levar o projeto para a área da restauração, “sem nunca querer entrar na distribuição em massa”. Para além disso, Marco Gomes decidiu criar um wine bar/garrafeira no Oficina, já com os vinhos da sua distribuidora, através da reformulação da zona de recepção do restaurante, para o que conta novamente com o apoio de Paulo Lobo. A oferta incluirá 15 vinhos a copo e permitirá que o restaurante mantenha o seu horário de funcionamento normal, mas com o Wine bar e garrafeira sempre abertos.