×
image

Anunciados os finalistas do prémio PFV

Fotografia: Fotos D.R.
Redação

Redação

A Primum Familiae Vini, constituída por doze famílias europeias produtoras de vinho, nomeou cinco empresas, oriundas de todo o mundo, como finalistas do prémio PFV ‘Família é Sustentabilidade’, no valor de €100.000. 


Matthieu Perrin, Presidente da PFV comentou: ‘Na PFV acreditamos que as empresas familiares formam o substrato da economia regional e nacional e que as melhores têm um profundo compromisso com o desenvolvimento sustentável. As melhores empresas familiares, tal como as finalistas aqui nomeadas, personificam responsabilidade social e ambiental, além de qualidade dos seus produtos. Estes valores duradouros são particularmente relevantes numa altura turbulenta como a pandemia que estamos a viver.  

Paul Symington, Chairman da PFV comentou: ‘As doze famílias PFV trabalham há gerações pela excelência nos nossos vinhos e para assegurar a independência das nossas empresas, apesar de desafios que, por vezes, pareceram intransponíveis. Criámos este prémio para expressar confiança na resiliência e na continuidade das empresas familiares, nos bons momentos e nos maus.’ 

Em fevereiro, as doze famílias PFV reunirão novamente para eleger o vencedor — de entre os cinco finalistas nomeados — do prémio PFV no valor de €100.000 (cem mil euros). A decisão será anunciada em março de 2021. 


Os finalistas PFV de 2021:

França - Makhila Ainciart Bergara: empresa familiar de seis gerações, produtora de magnificas bengalas, criadas à mão, na região Basca do sudoeste de França desde 1780. Produziu bengalas para o Papa João Paulo II, o Presidente Ronald Reagan, Charlie Chaplin, cada Presidente francês da 5.ª República e para os sete chefes de estado presentes na cimeira do G7, realizada em 2018 em Biarritz. www.makhila.com  

Japão -  沈壽官窯 (Chin Jukan Kiln): empresa familiar de 14 gerações, produtora de olaria Satsuma-yaki em Kagoshima desde 1876. A família, originária da Coreia, produz cerâmica no Japão desde 1623 com registos familiares que remontam 26 gerações. Vencedora de inúmeros prémios internacionais pela beleza dos seus produtos. www.chin-jukan.co.jp 

Itália - Manetti Battiloro: empresa familiar de 15 gerações, produtora de folha de ouro em Florença desde 1582. Matteo Manetti trabalhou com Michelangelo na Basílica de São Pedro em Roma no final do século XVI e criou o globo de ouro que coroa a cúpula da igreja. Em 1602, Matteo restaurou o magnífico globo que encima a cúpula do ‘Duomo’ de Florença, que tinha sido danificado por um relâmpago. O mesmíssimo globo foi restaurado pelos descendentes de Matteo em 2002. A empresa é hoje líder mundial na produção de folha de ouro e os seus produtos adornam prestigiados monumentos em Paris, Nova Iorque, Londres e Moscovo. www.manetti.com 

Reino Unido - The Goring Hotel: único hotel de luxo em Londres ainda nas mãos da família fundadora. Estabelecido em 1910 por Otto Goring, o hotel é gerido pela 4.ª geração e detém o Royal Warrant (alvará real da Rainha de Inglaterra). Possui um registo exemplar de ajuda aos mais carenciados na comunidade local, além da gestão de um dos mais conceituados hotéis de Londres. www.thegoring.com 

Bélgica – Maison Bernard: um negócio familiar em Bruxelas que é o mais antigo luthier (fabricante de instrumentos de cordas) da Europa, fabricante e reparador de violinos, violas, violoncelos e arcos para alguns dos mais célebres músicos do mundo. A Maison Bernard restaurou recentemente um violino Stradivarius datado de 1723 — exemplo notável do brilho dos seus artífices. www.maison-bernard.com

Para mais informações sobre o prémio PFV ‘Família é Sustentabilidade’, clique aqui.