Há novas cores a vestir o centenário Gatão

Fotografia: Fotos D.R.
Partilhar
Redação

Redação

A hora de dar o salto chegou: o icónico Gatão apresenta-se nas prateleiras com uma nova roupagem, mais jovem, fresca e vibrante.

 

Uma mudança histórica para este vinho, que fez a sua última renovação de imagem na viragem do milénio. O rebranding, com assinatura do reconhecido e premiado Atelier Rita Rivotti, revela o seu lado citadino e contemporâneo.

Do histórico gato das botas à garrafa de cerâmica, passando pelo cantil com argola, o centenário Gatão já se vestiu de muitas modas e tendências. Agora, chegou a vez de dar mais um passo para firmar a posição de destaque que este vinho tem, não só em Portugal como também nos cinquenta mercados em que está presente, nos cinco continentes. 

“Com um caráter diferenciador e arrojado, transversal à sua longa vida, o Gatão tem um novo carisma.  Artístico e urbano, sem fronteiras nem barreiras, quer conquistar novos consumidores, aproximar públicos mais jovens e potenciar afinidades com os clientes. É assim um marco e um novo ciclo que vai de encontro à essência deste vinho: jovem e fresco”, afirma Ana Montenegro, Gestora de Comunicação e Relações Públicas da Sociedade dos Vinhos Borges. O vinho apresenta-se mais atrativo com todas as suas cores e traços geométrico e está preparado para dar que falar. Para além do Vinho Verde Branco, houve também a aposta no rebranding de todas as outras referências da marca Gatão.

De notar que a nova imagem do Gatão dá o mote para uma campanha 360º com a máxima "Segue o teu instinto". À estratégia das redes sociais juntam-se ainda ações de ativações de marca em grandes superfícies e vários eventos em todo o país.

Partilhar
Voltar