Maria do Céu Albuquerque é a nova Ministra da Agricultura

Fotografia: Fotos D.R.
Partilhar
Redação

Redação

Maria do Céu Albuquerque é a nova Ministra da Agricultura, sucendendo a Capoulas Santos. A ex-Secretária de Estado do Desenvolvimento Regional do anterior Executivo tem, como credenciais mais próximas ao setor, o facto de ter sido autarca de um concelho de cariz eminentemente rural, como o de Abrantes, de onde é natural. Por essas razões, deverá ter o apoio de dois secretários de Estado com perfil mais técnico, ainda não revelados; é expectável que Luís Medeiros Vieira possa manter as atuais funções.


Entre os principais desafios que se apresentam a Maria do Céu Albuquerque contam-se, desde logo, a capacidade negocial, numa altura em que as instâncias comunitárias principiarão a distribuir os fundos comunitários do próximo quadro; sendo que estas políticas setoriais serão cada vez mais ligadas às componentes ambiental e ação climática.
Por outro lado, num cenário económico em que se espera uma provável recessão, a que se juntam guerras comerciais e o Brexit, outra tarefa da próxima ministra passará por assegurar as condições para que o setor agro-alimentar, no qual se incluem os vinhos, possa aprofundar a sua veia exportadora.


Segundo nota biográfica do Executivo, Maria do Céu Albuquerque nasceu em 1970 em Abrantes, é licenciada em Bioquímica pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra e pós-graduada em Gestão da Qualidade e Segurança Alimentar pelo Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz. Foi Presidente da Câmara Municipal de Abrantes durante nove anos e desde 2013 presidiu ao Conselho Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo. Foi membro do Conselho Económico e Social e do Conselho das Comunidades e Regiões da Europa na Comissão Permanente para a Igualdade das Mulheres e dos Homens na Vida Local. É membro do Comité de Acompanhamento do Programa Operacional Regional do Centro - Centro 2020, e da Comissão Executiva da Entidade Regional do Turismo Centro de Portugal, presidindo também à direção da TecParques – Associação Portuguesa de Parques de Ciência e Tecnologia.
 

Partilhar
Voltar