Vinho Madeira com mais de dois séculos descoberto nos EUA

Fotografia: Fotos D.R.
Partilhar
Redação

Redação

A remodelação do Liberty Hall Museum, em Nova Jersey, nos Estados Unidos, revelou um segredo precioso: 50 garrafas e 42 garrafões de Vinho Madeira, das quais alguns exemplares com mais de dois séculos. O enólogo da Blandy’s Madeira Wine Company, Francisco Albuquerque, foi o escolhido para atestar a autenticidade e qualidade destes vinhos.


A descoberta deu-se aquando da realização de obras de recuperação no referido museu. Atrás de uma parede construída durante a Lei-Seca, implementada nos Estados Unidos no início do século XX, repousavam as mais de 50 garrafas e 42 garrafões de Vinho Madeira. Francisco Albuquerque referiu que a descoberta destas garrafas, algumas datadas pouco depois da Revolução Americana de 1776, representa a “importância do nosso vinho nos Estados Unidos”. Mas mais que isso: “É a prova de que é um vinho com índice de envelhecimento muito raro, com grande longevidade”. 


Entre os vinhos encontrados, o mais velho dos quais com 221 anos e o mais “jovem” com 168 anos de idade, estão exemplares de Verdelho, Sercial e Smoke Madeira. A coleção já é considerada a mais antiga de vinhos Madeira encontrada nos Estados Unidos.
 

Partilhar
Voltar