×
image

XI Concurso “Os Melhores Vinhos do Dão”

Fotografia: Fotos D.R.
Redação

Redação

O XI Concurso “Os Melhores Vinhos do Dão”, organizado pela Comissão Vitivinícola Regional do Dão (CVR do Dão), realizou-se no passado dia 10 de julho. Este ano não houve a habitual Gala de entrega de prémios, devido às recomendações da Direção-Geral de Saúde para a diminuição da evolução epidemiológica da COVID-19. 


O concurso realizou-se no Solar de Vinho do Dão e acabam de ser divulgados os resultados. Nesta edição, o vinho Allgo Tinto Touriga Nacional 2016, produzido pela CM Wines – Sociedade Vinícola, arrecadou o prémio mais esperado: “Melhor Vinho do Concurso”. No total, concorreram 164 vinhos, de 45 diferentes agentes económicos, tendo sido distinguidos 41 vinhos: 10 pratas, 27 ouros e 4 platinas. 

O concurso foi presidido por Cláudio Martins, CEO da Martins Wine Advisor e jurado no Decanter Wine Awards desde 2011. O painel de jurados reuniu 28 elementos, entre enólogos, sommeliers, críticos de vinhos de imprensa especializada e membros de empresas ligadas à distribuição de vinhos, e provou 164 amostras de vinhos DOP Dão, provenientes de 45 produtores, mais 12 do que no ano anterior. As amostras foram agrupadas nas seguintes categorias: vinhos brancos, vinhos tintos, vinhos rosados, vinhos de castas (monovarietais) e espumantes naturais (brancos, tintos e rosados). 

O Presidente da Comissão Vitivinícola Regional do Dão, Arlindo Cunha, refere que “pelas razões de segurança sanitária que todos conhecemos, este ano não foi possível realizar a habitual Gala de entrega de prémios. Por esse motivo, divulgamos agora os resultados do Concurso “Os Melhores dos Vinhos do Dão de 2020”, atribuídos por um painel de provadores de grande competência. Segundo os jurados, os vinhos provados este ano eram de qualidade excecional”. Para Arlindo Cunha, “a região produz vinhos muito elegantes e equilibrados, que têm vindo a afirmar-se cada vez mais no panorama internacional”. 

A empresa familiar CM Wines, produtora do vinho vencedor do prémio principal, nasceu da vontade de José António Costa Marques, empresário na Alemanha que decidiu, em 2000, adquirir uma parcela de terra com 2 hectares na zona de Silgueiros – Viseu, localidade dos seus antepassados, destinada a produzir vinhos de elevada qualidade. Em 2004, fundou a empresa familiar CM Wines e, nos anos seguintes, foi aumentando a área de produção vinícola com a aquisição de diversas parcelas. Atualmente, a área de vinha estende-se por 12 hectares em 5 parcelas distintas e 2 hectares de olival.

Lista dos premiados:

MELHOR VINHO:
- Allgo (Tinto, 2016), CM Wines Sociedade Vinícola, Lda.

PLATINA:
- Abanico (Branco, 2018), O Abrigo da Passarela, Lda.
- Casa de Santar (Tinto, 2014), Sociedade Agrícola de Santar, S.A.
- A Descoberta (Rosado, 2019), O Abrigo da Passarela, Lda.
- Adro da Sé (Branco, 2017), UDACA – União das Adegas Cooperativas do Dão, UCRL

OURO:
- Casa de Santar (Branco, 2017), Sociedade Agrícola de Santar, S.A.
- Outono de Santar (Branco, 2013), Sociedade Agrícola de Santar, S.A.
- Quinta dos Carvalhais (Branco), Sogrape Vinhos, S.A.
- Tesouro da Sé (Branco, 2017), UDACA – União das Adegas Cooperativas do Dão, UCRL
- Adega de Penalva (Tinto, 2016), Adega Cooperativa de Penalva do Castelo, CRL
- Pingo Doce (Tinto, 2018), Adega Cooperativa de Silgueiros, CRL
- Tazem (Tinto, 2012), Adega Cooperativa de Vila Nova de Tazem, CRL
- Wine Note (Tinto, 2015), Jorge Almeida Ferreira dos Reis
- Quinta da Ponte Pedrinha (Tinto, 2014), Maria de Lourdes M. O. Nunes Albuquerque Osório
- Villa Oliveira (Tinto, 2014), O Abrigo da Passarela, Lda.
- Abanico (Tinto, 2016), O Abrigo da Passarela, Lda.
- Pedra do Gato (Tinto, 2017), Passarela – Sociedade de Vinhos, S.A. 
- Quinta da Fata (Tinto, 2014), Quinta da Fata – Agricultura e Turismo, Lda.
- Quinta do Perdigão (Tinto, 2006), Quinta do Perdigão, Sociedade Unipessoal, Lda. 
- Quinta dos Carvalhais (Tinto, 2017), Sogrape Vinhos, S.A.
- Soito (Tinto, 2015), Soito Wines, Lda.
- Invulgar (Tinto, 2017), UDACA – União das Adegas Cooperativas do Dão, UCRL
- Tesouro da Sé (Tinto, 2017), UDACA – União das Adegas Cooperativas do Dão, UCRL
- Dom Vicente (Branco, 2018), Artemis – Projectos e Desenvolvimento Agrário, Lda.
- Chão da Quinta (Branco, 2017), Chão de São Francisco, Soc. Vit. e Turismo Rural, Lda. 
- Madre de Água (Branco, 2016), Madre de Água, Lda.
- Casa de Santar Vinha dos Amores (Branco, 2016), Sociedade Agrícola de Santar, S.A. 
- Adega de Penalva (Tinto, 2018), Adega Cooperativa de Penalva do Castelo, CRL
- Adega de Penalva Jean (Tinto, 2018), Adega Cooperativa de Penalva do Castelo, CRL
- Quinta da Ponte Pedrinha (Tinto, 2015), Maria de Lourdes M. O. Nunes Albuquerque Osório
- Casa de Santar Vinha dos Amores (Tinto, 2014), Sociedade Agrícola de Santar, S.A. 
- Soito (Tinto, 2015), Soito Wines


PRATA
- Quinta do Sobral (Branco, 2017), Quinta do Sobral – Engarrafamento e Comercialização de Vinhos, Lda.
- Grande Vilae (Branco, 2018), Taboadella, S.A.
- Cabriz (Rosado, 2019), Global Wines, S.A.
- Cabriz (Branco, 2019), Global Wines, S.A.
- Fonte do Ouro (Branco, 2018), Sociedade Agrícola Boas Quintas, Lda.
- Adega de Penalva (Tinto, 2017), Adega Cooperativa de Penalva do Castelo, CRL
- Donnaires (Tinto, 2015), Carlos A. G. Gomes – Cabeça de Casal da Herança
- Taboadella (Tinto, 2018), Taboadella, S.A.
- UDACA (Tinto, 2014), UDACA – União das Adegas Cooperativas do Dão, UCRL
- Casa de Santar Vinha dos Amores Espumante (Branco, 2014), Sociedade Agrícola de Santar, S.A.