Voltar
Mundus Vini 2017

Vinho português brilhou no Mundus Vini 2017

02 março, 2017 04:49 | Revista de Vinhos

Se considerarmos o número e o valor das medalhas em comparação com o número de vinhos inscritos pelos países com maior número de amostras, Portugal foi o país mais premiado na mais recente edição do concurso Mundus Vini Spring Tasting. De facto, em percentagem de amostras premiadas, os vinhos portugueses só perderam para a França (de 47 para 44%), mas, em contrapartida, os portugueses receberam, por exemplo, 10 medalhas de Grande Ouro, contra metade da França. Refira-se que o número de amostras enviadas pelos produtores de ambos os países foram semelhantes (à volta de 700). Itália (1.519) e Espanha (1.185) foram os países que mais amostras enviaram, mas a percentagem de medalhas foi mais baixa (32% e 41%, respectivamente). Ainda assim, a Espanha foi o país que recebeu mais medalhas em absoluto (486). A seguir ficaram Itália (484), França (337), Portugal (302) e Alemanha (285).
Na categoria Grande Ouro, como referimos, os produtores portugueses foram os primeiros, com 10 medalhas. A seguir ficaram Italia (7), França (5), Espanha (3), Alemanha e EUA (2 cada). Chile, Nova Zelândia, Luxemburgo e México levaram um Grande Ouro cada.
A Sogrape Vinhos brilhou a grande altura e foi considerado o “Melhor produtor de Portugal”. A maior empresa vínica portuguesa conseguiu metade dos Grande Ouro portugueses e muitas medalhas de Ouro e Prata. Os Tawny 20, 30 e 40 anos da Sandeman, por exemplo, foram Grande Ouro. O “40 anos” recebeu ainda o título de “Best of Show Porto”, indicando que foi o Vinho do Porto mais pontuado. Este não foi o único Best of Show para Portugal: as pontuações de alguns vinhos indicaram também os melhores em cada categoria/estilo. Foram eles o Barros Colheita 1974 (erradamente classificado como Best of Show Porto Vintage, quando está na categoria dos Tawny), o Quinta da Foz Grande Reserva tinto 2013 (Best of Show Douro), o Quinta da Ponte Pedrinha Reserva 2011 (Best of Show Dão) e Herdade dos Grous Reserva tinto 2013 (Best of Show Alentejo).
Refira-se ainda que, do júri multinacional com mais de 200 especialistas de 44 países, apenas estiveram presentes 7 provadores portugueses.
Mundus Vini é um concurso de vinhos realizado na Alemanha, que nos últimos anos se celebra em duas fases anuais. A primeira, chamada de Spring Tasting, reuniu 6.167 vinhos de mais de 150 regiões de todo o mundo. O júri reuniu em Saalbau (Neustadt, Alemanha), em finais de Fevereiro.
Para ver os resultados completos aponte para o site do concurso.

Escrever novo comentário
0 Comentário(s)
Explore
© 2017 Revista de Vinhos
Todos os direitos reservados. Política de Privacidade
Media Capital Edições e Prisa Revistas

Ao navegar neste site, está a concordar com o uso de cookies. Mais informaçõesAceitar

Os cookies são importantes para o correto funcionamento de um site. Para melhorar a sua experiência, o site Revista de Vinhos utiliza cookies para lembrar detalhes de início de sessão, recolher estatísticas para optimizar a funcionalidade do site e apresentar conteúdo de acordo com os seus interesses. Caso clique em Aceitar ou se continuar a utilizar este site sem alterar as suas configurações de cookies, está a consentir com a utilização dos mesmos durante a sua navegação no nosso site.

Fechar